Home Sobre a Viagem – Manifesto

Sobre a Viagem – Manifesto

A pergunta que mudou nossa vida:

– O que você se arrependeria de não ter feito se morresse hoje?

Quando nos damos conta da finitude da nossa vida, automaticamente sentimos um incômodo; uma inquietação; que no principio pode parecer insignificante mas é a dica para você descobrir as coisas mais importantes da sua vida. A nossa resposta hoje parece óbvia, pois está no nosso Instagram, Youtube e Blog. Viajar sempre foi uma paixão para nós porque é a essência de descobrir o novo: assim aprendemos constantemente: podemos testar habilidades e nosso autoconhecimento, observando como as pessoas se comportam de acordo com sua cultura. É abrir, literalmente, um mundo de novas possibilidades.

Matheus e Nayara riem deitados em uma pedra. Atrás deles esta um Vale com uma cachoeira

Chapada Diamantina – Bahia – Brasil

Mas viajar é somente uma parte da resposta!

Ela é a maneira que escolhemos para uma jornada ainda mais profunda e complexa: a de descobrir e definir nosso próprio Estilo de Vida. 

Basta olhar para o lado com cuidado para perceber que cada um vive de um jeito e que isso provavelmente foi aprendido ao longo de toda uma vida, por influência de nossos pais, família, amigos, cultura. Muitas vezes não nos questionamos se o que estamos fazendo realmente faz sentido para nós, ou se é apenas a reprodução de algo óbvio: “Todos ao meu redor vivem assim, então qual o problema?”. Não existe problema, desde que seja algo consciente, pensado, revisado por você mesmo e que faça sentido com o que você acredita e quer para o mundo em que vive.

Se não for um processo consciente, de desconstrução e questionamento, você corre o risco de sentir um enorme vazio, de olhar ao seu redor e não entender o que está fazendo ali. “Quem são essas pessoas ao meu lado? Por que me levanto pela manhã? Estou trabalhando para que e para quem afinal?”

Foi daí que começamos nossa saga por conhecer vários Estilos de Vida que pudessem agregar aspectos valiosos à nossa própria construção de como queríamos que fosse nossa vida.

Matheus empurra uma bicicleta onde Nayara esta sentada. Ao fundo, vinícolas se espalham pelo vale, com montanhas verdes ao fundo e um céu azul.

Valle del Elqui – Chile

Saímos como dois exploradores!

De um lado uma bússola, a nossa intuição, e do outro olhos e corações abertos para desconstruir os antigos mapas que guiavam nossa vida.

A nossa missão é desenhar um novo mapa de como é nosso estilo de vida em todos os aspectos: desde nossos valores e propósitos, onde vivemos, bens materiais, relacionamentos, cuidados com nós mesmos, trabalho e rotina.

Por isso, quando fazemos a pergunta do começo do texto, a resposta consciente sempre foi: “Nos arrependeremos de ter vivido uma vida que não é nossa, nem para nós e nem por nós.”

Uma vida no automático, sem sentido, regida por decisões e acontecimentos alheios. Uma vida que segue um fluxo de um rio que nem se quer sabemos o nome, em um barco sem remos nem vela. Uma vida perdida numa rotina monótona, com horas investidas em construir algo efêmero.

Matheus carrega Nayara nas costas na frente de um lago azul e verde que espelha o reflexo de um vulcão com topo nevado e céu azul ao fundo.

Laguna Verde – Bolívia

– Queremos uma vida conectada com nossos valores, crenças e com um propósito. Uma vida cheia de novidades, desafios e que seja feita sob medida, por nós e para nós.

E você, o que se arrependeria de não ter feito se hoje fosse seu último dia por aqui?

Se você também quer desconstruir velhos conceitos e começar a construir seu Estilo de Vida baseado no que você acredita, por que não começar você também?